sábado, 29 de dezembro de 2012

Feliz Ano Novo

Vou voltar na primavera
E era tudo que eu queria
Levo terra nova daqui
Quero ver o passaredo
Pelos portos de Lisboa
Voa, voa que eu chego já

Ai se alguém segura o leme
Dessa nave incandescente
Que incendeia minha vida
Que era viajante lenta
Tão faminta da alegria
Hoje é porto de partida

Ah! Vira virou
Meu coração navegador
Ah! Gira girou
Essa galera

A espera de um 2013 muito especial

Lavoisier

Você pegou na minha mão Miduim!

Jaco and Charlie Brown

Certo Sim, Seu Errado

Quem é você?
Pra dizer o que eu devo fazer
Quem é você?
Pra dizer o que eu devo sentir
Quem é você?
Pra dizer o que eu devo pensar
Quem é você?
Pra dizer o que eu devo fumar

Certo sim, seu errado
Certo sim, seu errado
Certo sim, seu errado
Certo sim, se eu errado

Quem é você?
Pra dizer o que eu devo cantar
Quem é você?
Pra dizer o que eu devo amar
Quem é você?
Pra dizer como que eu vou me vestir
Quem é você?
Pra dizer com quem eu devo andar

Certo sim, seu errado
Certo sim, seu errado
Certo sim, seu errado
Certo sim, se eu errado

Casa das Máquinas

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Eu só queria amar

Linda!

Marcos Valle – “Berenice”

Quero a realidade ra ra…

Como eu queria ter a metade da genialidade musical desse cara!

Marcos Valle – “Garra”

Pictures of You

I've been looking so long at these pictures of you

That I almost believe that they're real

I've been living so long with my pictures of you

That I almost believe that the pictures

Are all I can feel.

Remembering you

Standing quiet in the rain

As I ran to your heart to be near

And we kissed as the sky fell in holding you close

How I always held close in your fear

Remembering you running soft through the night

You were bigger, and brighter, and whiter than snow.

Screamed at the make-believe, screamed at the sky

And you finally found

All your courage to let it all go.

Remembering you fallen into my arms

Crying for the death of you heart

You were stone white, so delicate, so lost in the cold

You were always so lost in the dark

Remembering you,

How you used to be

Slow drowned, you were angels

So much more than everything

Hold for the last time

Then slip away quietly

Open my eyes but I've never seen anything.

If only I'd thought of the right words

I could have hold onto your heart

If only I'd thought of the right words

I wouldn't be breaking apart

All my pictures of you.

Looking so long at these pictures of you

But I never hold onto your heart

Looking so long for the words to be true

But always just breaking apart

My pictures of you.

There was nothing in the world

That I ever wanted more

Than to feel you deep in my heart.

There was nothing in the world

That I ever wanted more

Than to never feel the breaking apart of

All my pictures of you.

The Cure

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Dance On Volcano

Holy mother of God

You've got to go faster than that to get to the top

Dirty old mountain all covered in smoke

She can turn you to stone so you better start doing it right

Better start doing it right

You're halfway up and you're halfway down

And the pack on your back is turning you around

Throw it away, you won't need it up there

And remember, you don't look back whatever you do

Better start doing it right

On your left and on your right

Crosses are green and crosses are blue

Your friends didn't make it through

Out of the night and out of the dark

Into the fire and into the fight

Well, that's the way the heroes go

HO! HO! HO!

Through a crack in Mother Earth

Blazing hot, the molten rock

Spills out over the land

And the lava's the lover who licks your boots away

HEY! HEY! HEY!

If you don't want to boil as well

B-B-Better start the dance

D-D-Do you want to dance with me

You better start doing it right

The music's playing, the notes are right

Put your left foot first and move into the light

The edge of this hill is the edge of the world

And if you're going to cross you better start doing it right

Better start doing it right

You better start doing it right

LET THE DANCE BEGIN!

Genesis

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Sonia Junqueira

“Caiu do céu a poesia

na forma de uma chuvinha,

pingos grossos, cheiro doce,

que molhou as redondezas,

encharcou os meus cabelos,

inundou a minha vida e levou minha tristeza.”

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Juntos

“You want everything to be just like

The stories that you read but you can't write

You gotta learn to live and live and learn

You gotta learn to give and wait your turn

Or you'll get burned”

The Raconteurs – “Together” ao vivo

Ela é Carioca

Ela é carioca, ela é carioca
Basta o jeitinho dela andar
Nem ninguém tem carinho assim para dar
Eu vejo na cor dos seus olhos
As noites do Rio ao luar
Vejo a mesma luz, vejo o mesmo céu
Vejo o mesmo mar

Ela é meu amor, só me vê a mim
A mim que vivi para encontrar
Na luz do seu olhar
A paz que sonhei
Só sei que sou louco por ela
E pra mim ela é linda demais
E além do mais
Ela é carioca, ela é carioca

Tom Jobim

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Conselho

Cerca de grandes muros quem te sonhas.
Depois, onde é visível o jardim
Através do portão de grade dada,
Põe quantas flores são as mais risonhas,
Para que te conheçam só assim.
Onde ninguém o vir não ponhas nada.

Faze canteiros como os que outros têm,
Onde os olhares possam entrever
O teu jardim com lho vais mostrar.
Mas onde és teu, e nunca o vê ninguém,
Deixa as flores que vêm do chão crescer
E deixa as ervas naturais medrar.

Faze de ti um duplo ser guardado;
E que ninguém, que veja e fite, possa
Saber mais que um jardim de quem tu és -
Um jardim ostensivo e reservado,
Por trás do qual a flor nativa roça
A erva tão pobre que nem tu a vês...

Fernando Pessoa

domingo, 16 de dezembro de 2012

sábado, 15 de dezembro de 2012

Filho de Deus

Sua beleza, minha princesa
Pode rasgar um corte sem fim
Só que eu tô na rua, longe da sua
Vem outra gata e me faz bem

Que eu também sou filho de Deus
Sei que ele ainda não me esqueceu

Minha alegria dura pouco
Mas um momento não mata o outro
Se vem alguém e me joga fora
Vem outro alguém me pega e me adora

Que eu também sou filho de Deus
Sei que ele ainda não me esqueceu

O que é meu está bem guardado
Quando vier não será por acaso
Se vier muito, sei que mereço
Pois toda espera também tem seu preço

Que eu também sou filho de Deus
Sei que ele ainda não me esqueceu

Golpe de Estado

Bonitinha, vai!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Sem palavras!

Mais uma vez: Quem diz que rock não foi feito para dançar não conhece rock!

Jimi Hendrix – “Straight Ahead”

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Ouvíamos no carro em quase todas as noitadas…

… e eu tocava no violão em todas as nossas idas aos barzinhos da Granja Viana.

“Every single day, Every word you say, Every game you play, Every night you stay

I'll be watching you”

The Police – “Every Breath You Take”

domingo, 9 de dezembro de 2012

Lembro do dia, do momento e da alegria.

Coltrane foi um dos maiores gênios desse planeta. O Álbum Giant Steps é impecável. Tenho uma versão deluxe guardada a sete chaves que só ouço em momentos muito especiais. Afinal, esse disco é como um bom vinho, não podendo ser desperdiçado e devendo ser saboreado com muito prazer e, de preferência, bem acompanhado. Que tal?

John Coltrane – “Syeeda`s Song Flute”

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Mais um sucesso! Yes, Yes, Yesssss

Liberdade

    Ai que prazer
    não cumprir um dever.
    Ter um livro para ler
    e não o fazer!
    Ler é maçada,
    estudar é nada.
    O sol doira sem literatura.
    O rio corre bem ou mal,
    sem edição original.
    E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal
    como tem tempo, não tem pressa...

    Livros são papéis pintados com tinta.
    Estudar é uma coisa em que está indistinta
    A distinção entre nada e coisa nenhuma.

    Quanto melhor é quando há bruma.
    Esperar por D. Sebastião,
    Quer venha ou não!

    Grande é a poesia, a bondade e as danças...
    Mas o melhor do mundo são as crianças,
    Flores, música, o luar, e o sol que peca
    Só quando, em vez de criar, seca.

    E mais do que isto
    É Jesus Cristo,
    Que não sabia nada de finanças,
    Nem consta que tivesse biblioteca...

    Fernando Pessoa

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Quem faz parte dessa cena?

“Vai ser pior ainda
Quando amanhecer
Tudo que se tem pra cantar
Não dá pra embalar
Nem pra devolver
O direito de escolher
A música melhor para se dançar”

Elis Regina – “Samba Dobrado” ao vivo em Montreux

Tá olhando o que?

Bom gosto tem nome: Steve Hackett

Outro solo simples e lindo! Os timbres escolhidos por Hackett matam a pau.

Steve Hackett – “Everyday” ao vivo in Montreux (1990)

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Virgínia Woolf

“Parecia que nada poderia romper esta imagem, corromper esta inocência, ou perturbar o oscilante manto do silêncio no qual, semana após semana, no cômodo vazio, ondulavam o piar cadente das aves, o apitar de navios, o zumbir e o zunir dos campos, um latido de cão, um grito de homem, e envolvia-os ao redor a casa em silêncio. Uma vez apenas uma tábua se soltava no terraço; uma vez, no meio da noite com um estrondo, com um êxtase, como se após séculos de consenso, uma rocha se desprendesse da montanha e ressoasse irrompendo no vale, numa prega do xale a soltar-se e oscilar pra lá e pra cá. Então novamente a paz desceu; e a sombra ondulou; a luz se inclinou a sua própria imagem em adoração na parede do quarto; e a Sra. McNab, rompendo o véu de silêncio com as mãos que seguravam no balde, rangendo com botas que tinham esmagado o cascalho, veio direto para abrir todas as janelas, e tirar a poeira dos quartos.”

domingo, 2 de dezembro de 2012

Pra Você Guardei o Meu Amor

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir


Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir


Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar


Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar


Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar


Pra você guardei o amor
Que aprendi vem dos meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar


Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar.

Nando Reis

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A beleza feminina natural é um lugar-comum bem interessante e recorrente

Viva o Groove!

Marcus Miller - Bass/Bass Clarinet/Vocals
Michael Stewart - Trumpet
Kenny Garrett - Saxophone
Morris Pleasure - Keyboards
Bernard Wright - Keyboards
Poogie Bell - Drums

Marcus Miller – “Rampage” ao vivo

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

I'm No Lie Detector

Sonzinho gostoso. Estou vivendo um momento musical de arrepiar! :-D

Damien Jurado – “Gillian Was a Horse”

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Everybody Knows the Secret

Espetacular… Steve Winwood, Eric Clapton, Ginger Baker e Ric Grech. Ouça e viaje. Algumas músicas são impossíveis de serem ouvidas sem que a relacionemos com momentos bons de nossas vidas. Essa é uma delas, pelo menos para mim.

Blind Faith – “In the Presence of the Lord”

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

sábado, 24 de novembro de 2012

O Último Poema

Assim eu quereria meu último poema
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama em que se consomem os diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.

Manuel Bandeira

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Morena de Angola

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela

Será que a morena cochila escutando o cochicho do chocalho
Será que desperta gingando e já sai chocalhando pro trabalho

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela
Será que ela tá na cozinha guisando a galinha à cabidela
Será que esqueceu da galinha e ficou batucando na panela

Será que no meio da mata, na moita, a morena inda chocalha
Será que ela não fica afoita pra dançar na chama da batalha

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Passando pelo regimento ela faz requebrar a sentinela

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela

Será que quando vai pra cama a morena se esquece dos chocalhos
Será que namora fazendo bochincho com seus penduricalhos

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela
Será que ela tá caprichando no peixe que eu trouxe de Benguela
Será que tá no remelexo e abandonou meu peixe na tigela

Será que quando fica choca põe de quarentena o seu chocalho
Será que depois ela bota a canela no nicho do pirralho

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Eu acho que deixei um cacho do meu coração na Catumbela

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Morena, bichinha danada, minha camarada do MPLA

Chico Buarque

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Limpo

Algumas vezes a verdade se comunica de um local tranquilo. Tomou um bom tempo para eu encontrar esse lugar, mas eu acho que encontrei.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Go, seize the day

O Asia sempre contou com  músicos excepcionais: Howe, Palmer, Wetton e Downes dispensam apresentações. Essa música dá um “Up” no espírito.

"Go, seize the day
Wake up and say
This is an
Extraordinary life
Enjoy today
Come what may
This is an
Extraordinary life"

Asia – “An Extraordinary Life”

Los Três Amigos

ensaio sergios 11112012t

ensaio sergios 11112012h

ensaio sergios 11112012n

Quando caimos na real, cruzes…

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Quem Lembra?

The Darkness – “I Believe In a Thing Called Love”

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

E o mundo pode ser lindo…

… e a música mais ainda. Um viva para a sua simplicidade, sinceridade e amizade!

Bill Bruford – “Dewey Eyed, Then Dancing”

Uma das trilhas sonoras de minha vida

King Crimson – “In The Court of Tne Crimson King”

sábado, 10 de novembro de 2012

João e Maria

Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você além das outras três
Eu enfrentava os batalhões
Os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque
E ensaiava o rock para as matinês

Agora eu era o rei
Era o bedel e era também juiz
E pela minha lei
A gente era obrigado a ser feliz
E você era a princesa que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Que andava nua pelo meu país

Não, não fuja não
Finja que agora eu era o seu brinquedo
Eu era o seu pião
O seu bicho preferido
Vem, me dê a mão
A gente agora já não tinha medo
No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido

Agora era fatal
Que o faz-de-conta terminasse assim
Pra lá deste quintal
Era uma noite que não tem mais fim
Pois você sumiu no mundo sem me avisar
E agora eu era um louco a perguntar
O que é que a vida vai fazer de mim?

Chico Buarque

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Impossível não chorar…

Deus estava comandando as mãos de Jarret nessa hora. Que composição leve e bela!

Keith Jarret – “It`s all in the game”

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Ufa

Após rodar 200km em um dia, fazer tudo que foi planejado, e ainda terminar com uma apresentação em grande estilo, só me resta comemorar e descansar… nossa, estou só o pó, mas feliz!

Mumford and Sons – “Sigh no More”

Impossível não dançar

The Clash – “Train in Vain” live

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

NaCl

Eu amo essa mulher! Mais uma composição perfeita de Milton Nascimento.

“Trabalhando o sal é amor é o suor que me sai
Vou viver cantando o dia tão quente que faz
Homem ver criança buscando conchinhas no mar
Trabalho o dia inteiro pra vida de gente levar”

Elis Regina – “Canção do Sal” ao vivo

domingo, 4 de novembro de 2012

Andança

Vim tanta areia andei
Da lua cheia eu sei, uma saudade imensa
Vagando em verso eu vim vestido de cetinm
Na mão direita rosas vou levar

Olha a lua mansa...(me leva amor)
Se derramar
Ao luar descansa
Meu caminhar...(amor)
Meu olhar em festa...(me leva amor)
Se fez feliz
Lembrando a seresta
Que um dia eu fiz
(por onde for quero ser seu par)

Já me fiz a guerra...(me leva amor)
Por não saber
Que esta terra encerra
Meu bem-querer...(amor)
E jamais termina
Meu caminhar ...(me leva amor)
Só o amor me ensina
Onde vou chegar
(por onde for quero ser seu par)

Rodei de roda andei, dança da moda eu sei
Cansei de ser sozinha
Verso encantado usei, meu namorado é rei
Nas lendas do caminho Onde andei

No passo da estrada...(me leva amor)
Só faço andar
Tenho a minha amada
A me acompanhar…(amor)
Vim de longe léguas
Cantando eu vim...(me leva amor)
Vou não faço tréguas
Sou mesmo assim
(por onde for quero ser seu par)

Já me fiz a guerra...(me leva amor)
Por não saber
Que esta terra encerra...(amor)
Meu bem-querer
E jamais termina
Meu caminhar...(me leva amor)
Só o amor me ensina
Onde vou chegar
(por onde for quero ser par)

sábado, 3 de novembro de 2012

Uma Constelação de Estrelas do Blues

Sonny Boy Williamson, Muddy Waters, Victoria Spivey,  Memphis Slim, Willy Dixon, Otis Spann and others – “Bye, Byes Blues”

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Impossível improvisar?

Não para Rosenwinkel!

Kurt Rosenwinkel – “Giant Steps” ao vivo

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

sábado, 27 de outubro de 2012

Um dos momentos mais belos de nossa música

Beto Guedes – “Canção do Novo Mundo”

Quem sonhou
Só vale se já sonhou demais
Vertente de muitas gerações
Gravado em nossos corações
Um nome se escreve fundo
As canções em nossa memória
Vão ficar
Profundas raízes vão crescer
A luz das pessoas
Me faz crer
E eu sinto que vamos juntos
Oh! Nem o tempo amigo
Nem a força bruta
Pode um sonho apagar
Quem perdeu o trem da história por querer
Saiu do juízo sem saber
Foi mais um covarde a se esconder
Diante de um novo mundo
Quem souber dizer a exata explicação
Me diz como pode acontecer
Um simples canalha mata um rei
Em menos de um segundo
Oh! Minha estrela amiga
Porque você não fez a bala parar
Oh! Nem o tempo amigo
Nem a força bruta
Pode um sonho apagar
Quem perdeu o trem da história por querer
Saiu do juízo sem saber
Foi mais um covarde a se esconder
Diante de um novo mundo




sexta-feira, 26 de outubro de 2012

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Depois de uma ótima nota, de uma bela apresentação em Literários II, e de uma aula superadequada de Clássicos II…

… percebi o quanto eu estava precisando dessa PAZ! Gracias a la vida! E a semana ainda não acabou…

O cara que começou tudo

Chegar em casa ao som de Wes Montgomery é indescritível. Essa composição de Ray  Evans, Jay Livingston e Henry Mancini ficou perfeita nas mãos do pai da guitarra Jazz.

Wes Montgomery – “Dreamsville”

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Linda letra: Fazia anos que eu não ouvia isso.

Closer to you

How soft a whisper can get
When you're walking through a crowded space
I hear every word that you said
I remember that everyday
I get a little bit closer to you, to you
How long an hour can take
When you're staring into open space
When I feel I'm slipping further away
I remember that everyday
I get a little bit closer to you, to you
These are the days that I won't get back
Won't hear you cry or hear you laugh
When it's quiet I don't hear a thing
I can always hear you breathe
You know there's nowhere else that I've wanted to be
But be there when you need me
I'm sorry too but don't give up on me
And just remember that when you went to sleep
I got a little bit closer to you, closer to you, closer to you
Oh, closer, closer to you
Little bit closer, closer to you
I got closer to you

Cassandra Wilson – “Closer To You”

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Na voz da Elis, e com o Cello fazendo uma cama fantástica, é de arrepiar

Modinha

Não

Não pode mais meu coração
Viver assim dilacerado
Escravizado a uma ilusão
Que é só desilusão

Ah, não seja a vida sempre assim
Como um luar desesperado
A derramar melancolia em mim
Poesia em mim

Vai, triste canção, sai do meu peito
E semeia a emoção
Que chora dentro do meu coração
Coração

Tom Jobim

Me lembra o ano de 2004… mudanças :-D

Spooky Tooth – “The Mirror”

domingo, 21 de outubro de 2012

Em homenagem aos 40 anos do disco Clube Da Esquina…

… o Som Imaginário fez um show com a participação de ninguém mais ninguém menos do que Lô Borges. Valeu a pena atravessar São Paulo no domingão para curtir uma das bandas mais importantes da música brasileira. Quer saber a formação: Wagner Tiso (piano), Tavito (violão), Luiz Alves (baixo), Robertinho Silva (bateria) e Nivaldo Ornelas (sax e flauta).

“Eu sou da América do Sul
Eu sei, vocês não vão saber
Mas agora sou cowboy
Sou do ouro, eu sou vocês
Sou do mundo, sou Minas Gerais”

  Clube da Esquina

Da esquerda para a direita: Wagner Tiso, Luiz Alves, Nivaldo Ornelas, Robertinho Silva e Tavito

Som Imaginario

Xote Bandeiroso

Ai! Meu Deus!
Essa máquina aperreia
(que aperriação)
Passo o tempo
trabalhando,
em completa agonia
Em total escravidão
Mas eu já nem penso mais
em voltar pro meu sertão
(nhanhanhão,
em voltar pro meu sertão)
Quando eu vim
lá do Nordeste,
eu era cabra da peste
Patola e folgazão
Trabalhando noite e dia,
nem sabia que existia
O índice da produção
Os ome lá da indústria,
era cheio de astúcia
e de muita ilustração
O patrão apoquentava
e quanto mais eu trabalhava
Menos eu tinha razão
Eles vinha e dizia:
Severino, seu destino
é ser orgulho da Nação
Se mostrar para o Brasil,
inté na televisão
Hora extra, mais apreço,
tudo isso a baixo preço,
era a competição
E entonce eu fui eleito
o Operário Padrão
(nhanhanhão,
o Operário Padrão)
Ai! Meu Deus!
O mundo dá tantas volta
(velho mundão)
Na conversa com os amigo,
eu fui vendo os perigo
Recebendo informação
E hoje eu nem
quero lembrar
dos tempo de servidão
(nhanhanhão,
dos tempos de servidão)
Minha vida de pelego
se mudou c'o desemprego
c'os tempos de recessão
A fome foi apertando
e em cada emprego que arrumava
mudei minha posição
Da imprensa
perdi o medo,
na prensa perdi o dedo,
fui ganhando instrução
Sempre bom cabra-da-peste,
botei medo na Fiesp
firme na negociação
Eles ainda me dizem:
Severino
bom menino, deixa de
subversão
Tu acaba na cadeia,
teu lugar é no formão
Mas eu tenho confiança
que esse Brasil-criança um
dia vai ver
Cada um se eleger
o Operário Patrão
(nhanhanhão,
o Operário Patrão)
O Operário Patrão

Língua de Trapo

sábado, 20 de outubro de 2012

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Já que o Pink Floyd nunca foi fã de medleys…

… o Shadow Gallery fez uma homenagem muito emocionante para a banda. Hoje ao ir para a USP fiquei maravilhado em como os caras conseguiram escolher músicas tão significativas (pelo menos para um grande fã do Floyd, como eu) e juntá-las  com tamanha elegância. Quem me viu no carro possivelmente achou que eu estava surtando de tanto que cantei, disse palavrões e me diverti ouvindo isso.

Shadow  Gallery – “Floydian Memories”

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Nossa… só para deixar a quarta-feira um pouco mais relax

Um trio só de feras. Kiko Freitas, Nico Assumpção e Nelson Faria mostram o que nós, brasileiros, somos capazes de fazer. Um Jazz, que não deixa a desejar, com aquela pitada tupiniquim. Valeu pela dica, Eduardo!

Nosso Trio – “Paca, Tatu, Cotia Não”

Tolstoi

“Quanto mais eu me apaixonava, mais incorpórea ela se tornava para mim. Vocês agora olham os pés, os tornozelos e mais alguma coisa, desnudam as mulheres pelas quais se apaixonam; para mim, porém, como dizia Alphonse Karr - bom escritor - “o objeto do meu amor esteve sempre vestido de bronze“.“

Simplicidade, precisão e beleza. Lembra?

Joe Pass – “Dissonance No. 1”

terça-feira, 16 de outubro de 2012

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

sábado, 13 de outubro de 2012

Enquanto faço meu trabalho…

… essa música toca no Ipod e me traz lembranças boas. Bowie, assim com Peter Gabriel, consegue ter uma discografia impecável. Essa música é muito bela.

David Bowie – “Word on a Wing”

Esse Neo-Prog Picou

Engraçado o visual “new age” da banda, principalmente o cabelo de Peter Nicholls.

“Garden over me, the secret I love most
God and man agree to giving up the ghost
High above the moon, the sun has left the sky
I would love to know if you're the reason why”

 

IQ – “Widow`s Peak” ao vivo em 1985

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Solon

Sabe o que me irrita?

Quando o meu CD do Genesis fica pulando, principalmente quando esse Cd é uma raridade, com Peter Gabriel nos vocais, ao vivo, e ainda na faixa final que fecha a “ópera-rock”  The Lamb Lies Down on Broadway. Puxa, isso não pode acontecer a um ser humano!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Estou cansado, mas não podia deixar passar em branco: Amo essa música!

Clube da Esquina No. 2

Porque se chamava moço
Também se chamava estrada
Viagem de ventania
Nem lembra se olhou pra trás
Ao primeiro passo, aço, aço....

Porque se chamava homem
Também se chamavam sonhos
E sonhos não envelhecem
Em meio a tantos gases
lacrimogênios
Ficam calmos, calmos, calmos

E lá se vai mais um dia

E basta contar compasso
e basta contar consigo
Que a chama não tem pavio
De tudo se faz canção
E o coração
Na curva de um rio, rio...

E lá se vai mais um dia

E o Rio de asfalto e gente
Entorna pelas ladeiras
Entope o meio fio
Esquina mais de um milhão
Quero ver então a gente,
gente, gente...

Lô Borges

domingo, 7 de outubro de 2012

The Lamia

The scent grows richer, he knows he must be near,
He finds a long passageway lit by chandelier.
Each step he takes, the perfumes change
From familiar fragrance to flavours strange.
A magnificent chamber meets his eye.

Inside, a long rose-water pool is shrouded by fine mist.
Stepping in the moist silence, with a warm breeze hes gently kissed.

Thinking he is quite alone,
He enters the room, as if it were his own,
But ripples on the sweet pink water
Reveal some company unthought of.

Rael stands astonished doubting his sight,
Struck by beauty, gripped in fright.
Three vermilion snakes of female face,
The smallest motion, filled with grace.
Muted melodies fill the echoing hall,
But there is no sign of warning in the sirens call:
Rael welcome, we are the Lamia of the pool.
We have been waiting for our waters to bring you cool.

Putting fear beside him, he trusts in beauty blind,
He slips into the nectar, leaving his shredded clothes behind.
With their tongues, they test, taste and judge all that is mine.
They move in a series of caresses
That glide up and down my spine.

As they nibble the fruit of my flesh, I feel no pain,
Only a magic that a name would stain.
With the first drop of my blood in their veins
Their faces are convulsed in mortal pains.
The fairest cries, We all have loved you Rael.

Each empty snakelike body floats,
Silent sorrow in empty boats.
A sickly sourness fills the room,
The bitter harvest of a dying bloom.
Looking for motion I know I will not find,
I stroke the curls now turning pale, in which Id lain entwined
O Lamia, your flesh that remains I will take as my food
It is the scent of garlic that lingers on my choclate fingers.

Looking behind me, the water turns icy blue,
The lights are dimmed and once again the stage is set for you.

Genesis

sábado, 6 de outubro de 2012

II Semana da Química

Um grande parabéns para meus alunos do ITB que fizeram uma Semana da Química muito bonita e inteligente. Torço por todos, sempre!

ii semana da quimica 2012

Genesis é… Genesis! Ótimo Final de Semana :-)

“I sold them my heart

I sold them my soul

I gave everything I had

Ah, but they couldn't break my spirit

my dignity fought back”

Genesis – “Driving The Last Spike” ao vivo

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Highway 61 Revisited

“Now when all the bandits that you turned your other cheek to
All lay down their bandanas and complain
And you want somebody you don't have to speak to”


Bob Dylan – “Queen Jane Approximately”