quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Terça-Feira preguiçosa

Eberhard Weber - "3\5" live

Ian Fraiser Kilmister (Lemmy) - (1945-2015) - RIP


Que ele liderava o Motorhead todos sabem... então segue algo novo para muitos. Lemmy no Hawkwind. Space Rock de prima!

Hawkwind - "Silver Machine" live

sábado, 26 de dezembro de 2015

Entre dois pontos nem sempre temos uma reta

Resultado de imagem para distância

The path is clear, Poseidon!


Resultado de imagem para Netuno

"Now as the river dissolve in sea
So Neptune has claimed another soul
And so with gods and men, the sheep remain inside their pen
Until the shepherd leads his flock away
The sands of time were eroded by
The river of constant change"


terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Som Nosso de Cada Dia

Não vou encher de palha teu ouvido meu querido
Só vim aqui pra dizer que o som nosso de cada dia
É feito pra alegrar a cidade e registrar
A mocidade de nosso temporal
A mocidade de nosso temporal

Eu quero botar pra fora minha dor poluída pelo século do desespero pero sí no tienes
Milhones no me vengas hablar de um novo amanhecer

Script For A Jester's Tear

Resultado de imagem para bobo da corte

"So I'll hold our peace forever when you wear your bridal gown
In the silence of my shame the mute that sang the sirens' song
Has gone solo in the game, I've gone solo in the game
But the game is over
Can you still say you love me"

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Tudo Sobre Você

Resultado de imagem para fim do dia

Queria descobrir
Em vinte e quatro horas tudo que você adora
Tudo que te faz sorrir
E num fim de semana
Tudo que você mais ama
E no prazo de um mês
Tudo que você já fez
É tanta coisa que eu não sei

Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você

E até saber de cor
No fim desse semestre
O que mais te apetece
O que te cai melhor
Enfim eu saberia
Trezentas e sessenta e cinco noites bastariam
Pra me explicar por que
Como isso foi acontecer

Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você

Queria descobrir
Em vinte e quatro horas tudo que você adora
Tudo que te faz sorrir
E num fim de semana
Tudo que você mais ama
E no prazo de um mês
Tudo que você já fez
É tanta coisa que eu não sei

Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você

Por que em tão pouco tempo
Faz tanto tempo que eu te queria

Zélia Duncan e John Ulhoa

Chuva ao fim da tarde

Resultado de imagem para chuva tarde

As gotas da chuva batem no telhado, porta e janela, com tanta pressa, como crianças nuas rogando abrigo.
Como não sou rio, nem sou terra, nem o meu corpo cheio de buracos é um pedaço de esponja, em suma, não passo de um animal que apodrece depressa caso vivesse na água.
Com o vento agora intenso, os dedos da chuva tornam-se mais grossos, avessos ao tempo estiado, insistindo em agarrar-se às goteiras do telhado.

Yao Feng

Felicidade

Denso como o mel, cada momento,
Raiando como o âmbar.
Há muito perdi a noção do tempo
E exilei o calendário.
Odeio a contagem do que for
E a ideia de poupança!
Meu anual crédito de amor
Dissipo numa andança.
Vera Pavlova

sábado, 19 de dezembro de 2015

Ouvi tanto, mas tanto... e é tão bom que quero ouvir mais muito e muito e muito tanto!

Camel - "Lady Fantasy" ao vivo

Tudo é muito barato...

Som Imaginário - "Nepal"

Sábado

Sábado eu vou à uma festa
Vou levar meu violão
Vou cantando uma canção
Que eu decorei

Sábado eu vou à uma festa
Numa nuvem de algodão
E entre estrelas vou abrir meu coração

E vou encher de vaga-lumes teu cabelo,
Respirar o ar do céu, vou

Eu quero o céu e vou com guizos nos sapatos
Minha roupa em farrapos coloridos vou rasgar

E vou dançar entre os cristais azuis do tempo e esquecer
A terra longe, longe, longe
A se perder

Sábado eu vou ...

Som imaginário

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Sempre Perfectível

Resultado de imagem para língua portuguesa

"A língua, para mim, é instrumento: fino, hábil, agudo, abarcável, penetrável, sempre perfectível, etc. Mas sempre a serviço do homem e de Deus, do homem, de Deus, da Transcendência."

João Guimarães Rosa, em carta a Meyer-Clason.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

sábado, 12 de dezembro de 2015

Não a escrevi, mas dedico essa canção para você

Christian McBride - "I'll write a song for you"

Eclipse Oculto



Nosso amor
Não deu certo
Gargalhadas e lágrimas
De perto
Fomos quase nada
Tipo de amor
Que não pode dar certo
Na luz da manhã
E desperdiçamos
Os blues do Djavan...

Demasiadas palavras
Fraco impulso de vida
Travada a mente na ideologia
E o corpo não agia
Como se o coração
Tivesse antes que optar
Entre o inseto e o inseticida...

Não me queixo
Eu não soube te amar
Mas não deixo
De querer conquistar
Uma coisa
Qualquer em você
O que será?

Como nunca se mostra
O outro lado da lua
Eu desejo viajar
Do outro lado da sua
Meu coração
Galinha de leão
Não quer mais
Amarrar frustação
O eclipse oculto
Na luz do verão...

Mas bem que nós
Fomos muito felizes
Só durante o prelúdio
Gargalhadas e lágrimas
Até irmos pro estúdio
Mas na hora da cama
Nada pintou direito
É minha cara falar
Não sou proveito
Sou pura fama....

Não me queixo
Eu não soube te amar
Mas não deixo
De querer conquistar
Uma coisa
Qualquer em você
O que será?

Nada tem que dar certo
Nosso amor é bonito
Só não disse ao que veio
Atrasado e aflito
E paramos no meio
Sem saber os desejos
Aonde é que iam dar
E aquele projeto
Ainda estará no ar...

Não quero que você
Fique fera comigo
Quero ser seu amor
Quero ser seu amigo
Quero que tudo saia
Como som de Tim Maia
Sem grilos de mim
Sem desespero
Sem tédio, sem fim...

Não me queixo
Eu não soube te amar
Mas não deixo
De querer conquistar
Uma coisa
Qualquer em você
O que será?

Caetano Veloso

Todas as gerações representadas. Música é atemporal!

Paul McCartney - "Penny Lane" ao vivo

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Não lembra?!? Onde você estava nos anos 80?

Não Religião - "Brasil"

As vezes da um desespero pai...

Esse disco marcou minha pré adolescência.

"Tenho cuidado da saúde
A grana dá para comer
Sinto falta dos amigos
Diz que nós vamos vencer"

W3 - "A Carta"

Raridade

Brand-X - "Dance of the illegal alliens" live

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

sábado, 5 de dezembro de 2015

Pela luz dos olhos teus

Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar

Ai, que bom que isso é, meu Deus
Que frio que me dá
O encontro desse olhar

Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus
Só pra me provocar

Meu amor, juro por Deus
Me sinto incendiar

Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus
Já não pode esperar

Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus
Sem mais la ra ra ra

Pela luz dos olhos teus
Eu acho, meu amor, que só se pode achar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar

Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar

Ai, que bom que isso é, meu Deus
Que frio que me dá
O encontro desse olhar

Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus
Só pra me provocar

Meu amor, juro por Deus
Me sinto incendiar

Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus
Já não pode esperar

Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus
Sem mais la ra ra ra

Pela luz dos olhos teus
Eu acho, meu amor, e só se pode achar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar
Precisa se casar, precisa se casar

Vinícius de Moraes

terça-feira, 1 de dezembro de 2015